fbpx
Você conhece a doença de Crohn?

Você conhece a doença de Crohn?

A doença de Crohn é uma enfermidade inflamatória séria, que pode se manifestar em qualquer parte do tubo digestivo. Essa doença afeta predominantemente o intestino delgado (íleo) e o intestino grosso (cólons), mas também pode surgir em qualquer parte do trato gastrointestinal.

Afetando predominantemente os jovens, a sua causa ainda não é conhecida, mas há indícios de que seja causada por problemas no sistema imunológico, que fazem com que o intestino tenha uma reação inflamatória excessiva diante de algumas substâncias ou bactérias.

Alguns fatores podem estar relacionados com a doença de Crohn, como histórico familiar da enfermidade, ser de origem judaica ou ter parentescos com pessoas da Europa Ocidental. O hábito de fumar e mulheres que tomam anticoncepcionais também têm mais chances de desenvolver a doença.

Conheça os sintomas de Crohn

Os sintomas podem ser intermitentes (aparecer e desaparecer), até se tornarem permanentes. Os mais comuns são:

  • Diarreia;
  • Cólicas abdominais;
  • Febre;
  • Falta de apetite;
  • Perda de peso;
  • Presença de sangue nas fezes.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pela suspeita clínica, de acordo com os sintomas persistentes, e pelo exame físico. Exames de sangue trazem informações indiretas a respeito da doença de Crohn e podem qualificar determinadas complicações.

A colonoscopia com biópsia e avaliação do íleo terminal é o melhor recurso para o diagnóstico do Crohn. Exames de raio x, tomografia ou ressonância Magnética também podem ser solicitados pelo médico para ajudar a entender a extensão e a gravidade da doença, assim como controlar seu tratamento.

Existe tratamento para a doença de Crohn?

Sim, apesar de cura não ser possível em muitos casos, essa doença possui tratamentos que ajudam a reduzir a inflamação e aliviar os sintomas. Os medicamentos prescritos pelo médico ajudarão a eliminar a diarreia e dores abdominais, amenizar a inflamação do intestino e a modificar o modo que o sistema imunológico funciona.

Além dos medicamentos, alguns hábitos são determinantes para auxiliar no tratamento:

  • Parar de fumar, para que os sintomas não retornem;
  • Beber muito líquido;
  • Ingerir suplementos de ferro, cálcio e Vitamina D;
  • Evitar o consumo de nozes, frutas e verduras cruas quando estiver em crise;
  • Diminuir os laticínios quando estes provocarem sintomas;
  • Medicamentos outros devem ser prescritos sob orientação do médico, pois alguns podem desencadear crises;
  • Evitar o estresse.

Confira mais dicas sobre saúde e bem-estar clicando aqui.

Acompanhe nossas redes sociais para mais conteúdos!

Buscar

+
X